Fisioterapia

A busca pelo trabalho de um fisioterapeuta é muito comum após qualquer tipo de lesão, como um braço quebrado e uma cirurgia no joelho. Mas essas lesões mais simples demandam um trabalho de fisioterapia temporário. A fisioterapia para deficientes, ao contrário, deve ser algo contínuo e fazer parte do cotidiano do paciente, uma vez que faz toda a diferença no seu bem-estar e na sua autonomia.

Nesses casos de lesões mais graves, existe uma fase de tratamento mais intensivo, logo que a lesão é identificada. Nos primeiros meses, o ideal é realizar sessões diárias de fisioterapia. Afinal, como qualquer tratamento, quanto antes começar, melhores os resultados obtidos e maiores as chances de minimizar os problemas causados pela deficiência.